Natural de Pitangui, Wilson veio para Belo Horizonte no início dos anos 70. Em 82, aos 15 anos, fez seu primeiro show instrumental na sala Humberto Mauro no Palácio das Artes. Seguiu sua carreira tocando em bares, shows e gravações, com nomes conhecidos da música mineira como: Tadeu Franco, Paulinho Pedra Azul, Tavinho Moura, Saulo Laranjeira, Túlio Mourão, Nivaldo Ornelas, Milton Nascimento e Lô Borges.

Na década de 90 ao lado de Mauro Rodrigues, Lincoln Cheib e Ivan Corrêa, formou o Grupo Instrumental Edição Brasileira e desde 1993 integra a banda de Milton Nascimento com quem gravou, também em 93, duas músicas em parceria no CD “Angelus”: “De um modo geral”e Coisas de Minas”.

Com Milton Nascimento, além de turnês nacionais, participou também de turnês internacionais em países como Estados Unidos (Los Angeles, San Diego, Las Vegas, Albuquerque, San Francisco, Saratoga, Boston, New York, Washington, Chicago, Interlochen e Pontiac), Canadá (Montreal e Toronto) e Europa (Paris-França, Bruxelas-Bélgica, Den Haag- Holanda, Copenhagen- Dinamarca, Istambul-Turquia, Nice- França, Florença- Itália, Bern- Suíça, Milano- Itália, Barcelona- Espanha, Madrid- Espanha, Alcaniz- Espanha, Londres- Inglaterra, Hamburg- Alemanha, Munich- Alemanha ).

Participou também da gravação das trilhas sonoras dos filmes “O Menino Maluquinho” (Helvécio Ratton) e “Terceira Margem do Rio” (Cacá Diégues). Atualmente, além de integrar a banda de Milton, desenvolve trabalho autoral e lançou os CDs “Estórias do dia” em 2001, “Nossas mãos – Homenagem ao Clube da Esquina”, em parceria com Beto Lopes em 2006 e “Tempo Maior”, em 2007